Modelo e cantora trans, Marcela Porto fatura muito mais do que quando era empresário

A Mulher Abacaxi quebra barreiras e comemora o dia internacional da mulher 

 

Marcela Porto - Foto: Divulgação / MF Models Assessoria
Marcela Porto – Foto: Divulgação / MF Models Assessoria

 

Marcela Porto, a Mulher Abacaxi tem muitas razões para comemorar o dia internacional da mulher, a modelo trans quebrou barreiras e já participou de eventos em vários países do mundo.  Além do Brasil, a funkeira faz sucesso na França, Irlanda e agora Londres.O sucesso da artista na Europa é tanto que ela já foi capa do tabloide The Sun mais de uma vez.

Bruno Rogério Machado é nome de batismo da Mulher Abacaxi. Ela era dono de uma empresa de carregamento de pedra, terra e areia em Caxias, na Baixada Fluminense, e tinha 27 empregados. Mas, agora que se transformou em Marcela, ganha muito mais dinheiro.

Mulher Abacaxi já quebrou várias barreiras, foi a primeira ring girl transex do mundo, conseguiu ser aceita na sociedade e faz sucesso como cantora. A artista se divide entra a Europa e o Brasil. Na França, Espanha e na Irlanda, onde morou durante quatro anos estudando inglês, ela realiza diversos trabalhos, como eventos de moda,  capas de revistas, e apresentações com o seu animado show. Mesmo com a agenda lotada,Abacaxi ainda dirige seu caminhão.

 

Marcela Porto - Foto: Divulgação / MF Models Assessoria
Marcela Porto – Foto: Divulgação / MF Models Assessoria

 

Marcela Porto - Foto: Divulgação / MF Models Assessoria
Marcela Porto – Foto: Divulgação / MF Models Assessoria

 

Marcela Porto - Foto: Divulgação / MF Models Assessoria
Marcela Porto – Foto: Divulgação / MF Models Assessoria

 

Marcela Porto - Foto: Divulgação / MF Models Assessoria
Marcela Porto – Foto: Divulgação / MF Models Assessoria