Jovem Pan: Auxílio Brasil terá regras para evitar fraudes, e famílias que recebiam o Bolsa Família podem ficar de fora

Centenas de famílias correm o risco de ficar sem receber o Auxílio Brasil. A partir de agora, o benefício do governo federal terá novas regras. A primeira será a averiguação cadastral: as famílias registradas no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) vão passar por uma verificação periódica de dados para saber quem está recebendo ou não o benefício. A segunda será a revisão cadastral: além de conferir os dados, o governo quer saber se houve alguma mudança no beneficiário. Quem tiver o cadastro há mais de dois anos sem a autorização corre o risco de perder o benefício. E a terceira regra é a revisão de elegibilidade: verificação a cada semestre das informações utilizadas pelo beneficiário para manter ou não o pagamento do benefício.

Em caso de cancelamento ou suspensão ainda será possível recuperar o dinheiro entrando com um recurso no site do governo federal. Para isso, é preciso cumprir a regra, seguindo um prazo de 30 dias corridos, a partir do momento em que o beneficiário foi comunicado sobre o cancelamento ou suspensão. Para quem já recebia o Bolsa Família, o Auxílio Brasil será pago automaticamente. Os cadastrados no CadÚnico, mas não recebia ainda o Bolsa Família, entrarão numa lista reserva e poderá começar a receber o Auxílio Brasil no futuro, caso se enquadre nas novas regras do programa. Quem não está no CadÚnico e deseja tentar passar a receber o benefício é necessário buscar o centro de referência em assistência social (CRAS) para fazer um novo registro. Nesse último caso, o governo federal pode não aprovar o recebimento do Auxílio Brasil, já que passará por uma nova avaliação. As família poderão saber se estão na lista de revisão cadastral por meio de mensagens nos comprovantes de pagamentos dos benefícios ou até mesmo nos postos da prefeitura que cuidam do cadastro único.

*Com informações do repórter Maicon Mendes

Conteúdo Jovem Pan News – Leia mais no link Read More